arrow-buttonarrow-downarrow-first-pagearrow-last-pagearrow-next-pagearrow-previous-pagearrow-topbackbook-readerbriefcasecalendarcartcheckchimicaclosedealersdownloademailenvironmentalfaxfilterfood-beverage-fruitfood-beverage-genericfood-beverage-oliveglobehelpinfo-circlelattieri-vegetalilavorazioni-animalilenslinklist-applicationslogo-negativelogo-negative__opacity-circleslogo-positivemarkeroil-gasoleo-chimicaphone-lightphoneplayrecyclingsharesocial-facebooksocial-instagramsocial-linkedinsocial-pinterestsocial-twittersocial-youtubetagtargetuser
Plantas para azeite de oliva
Produtos/

Plantas para azeite de oliva

PROCESSAMENTO DE LOTE
O azeite proveniente de cada lote deve ser separado de todos os outros e identificado com o nome do proprietário. Assim, é necessário manter os lotes de azeitonas separados durante todo o ciclo de processo. Desta maneira, a cada lote são atribuídos o rendimento em óleo e o custo da prensagem a cargo do cliente.
O lagar tem por objetivo satisfazer as expectativas dos clientes que querem ter a garantia de “levar para casa” o seu azeite.
Isso é possível graças às características específicas da planta de processamento das azeitonas, que deve ser essencialmente adequada para permitir uma fácil separação dos lotes.
Para os efeitos da qualidade do azeite obtido, o lagareiro deve ter a possibilidade de controlar o ciclo de processamento por meio de sistemas de ajuste e monitoramento dos parâmetros de processo, tais como temperaturas, tempos, vazão, lavagens, etc.
De qualquer maneira, estes parâmetros devem ser facilmente modificáveis e adaptáveis, se necessário, às características dos diversos lotes.
Desenvolvido especificamente para o processamento de lote, o dispositivo de descarga do azeite presente no tambor a cada troca de lote de azeitonas processadas permite descarregar todo o azeite contido no tambor, com a adição de pouquíssima água.

PROCESSAMENTO INDUSTRIAL
No processamento industrial ou massivo, as azeitonas são selecionadas segundo a variedade e, em muitos casos, de acordo com a sua origem: azeitonas colhidas diretamente da árvore e azeitonas recolhidas do chão. Coleta-se uma amostra de cada lote de azeitonas para determinar o respectivo peso com todos os dados de identificação do cliente. Em seguida, todos os frutos são armazenados juntos, à espera do processamento.
Assim, o processo de extração acontece sem interrupções, com a parada das máquinas apenas para os serviços de limpeza e manutenção.
É evidente que um sistema deste tipo permite otimizar o volume de amassamento ao máximo e reduzir os tempos ociosos ao mínimo, por alimentar o decanter continuamente, com um consequente aumento do rendimento da planta. Com este sistema, o ajuste e o respeito de tempos e temperaturas de processamento tornam-se operações muito simples, graças à homogeneidade do produto e à continuidade do processo.
Os tempos de amassamento são estabelecidos na etapa de projeto, dimensionando a seção de amassamento em função da vazão horária do decanter, enquanto as temperaturas são ajustadas de forma padronizada para que a temperatura certa seja alcançada durante a execução do processo de amassamento.